Posts em Destaque

Calendário Vacinal 2018: O que mudou?

28/02/2018

1/3
Please reload

Posts Recentes

05/02/2018

Please reload

Categorias
Please reload

Siga-nos
  • Facebook Social Icon
  • Google Places Social Icon
  • Google+ Social Icon

6 informações importantes que você precisa saber sobre Morte Súbita Infantil

                                                

 

#1 - Por que precisamos falar sobre isso?

Porque podemos reduzir drasticamente a ocorrência da Síndrome da Morte Súbita do Lactente se algumas medidas simples forem tomadas pela família. Nos Estados Unidos uma campanha da Sociedade Americana de Pediatria, com apenas uma recomendação, reduziu em mais de 50% o número de óbitos atribuídos à morte súbita infantil.

Por isso precisamos falar sobre este assunto, nós também temos que reduzir o número de óbitos provocados por este mal, e só depende da gente!

 

                                        Imagem: Pastoral da Criança

 

#2- O que é a Síndrome da Morte Súbita do Lactente?

É toda morte durante o sono de crianças menores de 1 ano de idade, não atribuídas à outro fator mesmo após investigação clínica e autópsia.

 

#3- Qual a idade mais perigosa?

A Morte Súbita infantil pode ocorrer com todas as crianças menores de 1 ano, porém 90% dos casos acontecem antes dos 6 meses de idade, com maior incidência entre 2 e 4 meses. Mas não se assuste, vamos falar tudo que podemos fazer para que nossas crianças fiquem mais protegidas!

Como já disse, com medidas simples podemos reduzir esse risco!

 

#4- Posso fazer alguma coisa já na gravidez para proteger o meu filho?

Sim!! A prevenção começa dentro da barriga!

O pré-natal adequado é um fator protetor, a avaliação frequente da saúde do seu bebê é fundamental!

Mas a medida mais importante é a interrupção do consumo de cigarros! Diversos estudos já demonstraram que os filhos de mães tabagistas podem ter respostas anormais à estimulos cardiovasculares o que aumenta a chance da ocorrência de Morte Súbita do Lactente. Além disso o consumo de álcool e drogas ilícitas também está relacionado com maior risco!

 

#5- Meu filho já nasceu, posso fazer alguma coisa para reduzir o risco de acontecer com ele?

Sim!!! Pode e deve!! É essa a parte mais importante da nossa conversa! Fique atenta para não esquecer de nada:

 

- Colocá-lo para dormir SEMPRE de barriga para cima. Nunca de lado ou de barriga para baixo. Mesmo aqueles bebês com refluxo gastroesofágico! As crianças sem comprometimento neurológico possuem mecanismos para garantir a respiração mesmo durante a ocorrência de episódios de refluxo. Há alguns anos não é mais recomendado colocar o bebê para dormir de lado! Lembre-se disso!!! Com essa recomendação a Academia Americana de Pediatria reduziu em mais de 50% a ocorrência de Morte Súbita do Lactente nos Estados Unidos. Não vamos correr esse risco, a partir de agora, dormir, só de barriga para cima! Quando seu bebê aprender a virar sozinho da posição de barriga para baixo para barriga para cima, você pode relaxar e deixá-lo assumir a mais confortável para ele! 

 

- Escolher colchões firmes, que não se deformem com o peso do bebê.

 

- NUNCA dormir na mesma cama que o bebê! O uso de separadores para colocar o bebê na mesma cama dos pais não é seguro!

 

- Dormir no mesmo quarto do bebê até os 6 meses de vida. Essa medida é uma recomendação da Academia Americana de Pediatria. Lembre-se, no mesmo quarto, nunca na mesma cama!

 

- Não deixar cobertores, paninhos, brinquedos macios no berço. Não usar protetores de berço. Os cobertores devem ficar presos no colchão e os braços do bebê devem ficar soltos! Todas esses objetos aumentam o risco de bebê sufocar caso mude de posição durante o sono. Em alternativa aos protetores de berço acolchoados, use as telas  de berço, que também evitam que a criança agarre as perninhas e bracinhos entre as grades do berço.

 

- Não superaquecer o bebê na hora de dormir! Não coloque roupas em excesso, deixe a criança confortável. Acredite, eles também sentem calor!!