• Dra. Tânia Antunes Carvalho

Vamos falar sobre prevenção de acidentes?


Sua casa é segura para o seu filho? Neste texto vamos esclarecer os principais tipos de acidentes por faixa etária e a forma mais fácil para previnir que seu filho se machuque!

Quando falamos na palavra "acidente" automaticamente pensamos em algo que é inevitável e imprevisível, porém ao contrário do senso comum, TODO acidente é evitável, previsível e previnível!! O Ministério da Saúde classifica acidente como "evento não intencional, evitável, causador de lesões físicas e emocionais, ocorrido no ambiente doméstico (moradia/espaço de convivência familiar) ou social (trabalho/escola/esporte/lazer)".

Em 2007, os acidentes foram a principal causa de morte de crianças entre 1 e 10 anos no Brasil. 23,7% dos óbitos por acidentes ocorreram por transporte inadequado, seguidos de 21% por afogamentos e 15,4% por engasgos. Já as principais causas de atendimento hospitalar de emergência são: quedas, acidentes de transporte e ferimentos por objetos cortantes.

As crianças possuem um comportamento exploratório, fundamental para seu crescimento e desenvolvimento, por isso enfrentam diariamente diversas situações que as colocam em risco. Dessa forma elas são vulneráveis por essa razão precisamos protegê-las!!

Principais acidentes por faixa etária:

  • Menores de 2 anos: São expostos a risco impostos por terceiros: Queimaduras, intoxicação, quedas, colisão de automóvel, choques:

Como previnir:

- Nunca deixa-las sozinhas em cima de algum móvel: trocador, cama, sofá.

- A grade do berço deve ser alta, com uma distância máxima de 6cm entre cada uma.

- Verificar a temperatura do banho com termômetro, o ideal é que a água esteja entre 37ºC e 38ºC.

- Usar as bocas de trás do fogão, com o cabo das panelas voltado para o centro do fogão.

- Nunca ingerir líquidos quentes se estiver com a criança no colo.

- Evitar brinquedos com peças pequenas.

- Evitar colchões, travesseiros e cobertores muito fofos que podem provocar sufocamento.

- Nunca deixe a criança sozinha na banheira, baldes, tanques, piscinas.

- Nunca pingar medicamentos diretamente na boca da criança. Pingar a quantidade recomendada pelo pediatra numa colher e então oferecer para a criança.

- Não deixar a toalha de mesa pendente, para a criança não puxar e cair tudo o que está em cima da mesa sobre ela.

- Menores de 1 ano, transporte de carro sempre no bebê conforto ou assento infantil, virado para trás, para o vidro traseiro.

- Maiores de 1 ano: transporte de carro na cadeira especial voltado para frente.

- Manter as portas do carro e vidros travados.

- Colocar portões de proteção nas escadas.

- Colocar protetor em todas as tomadas ao alcance da criança.

- Colocar grades ou redes em todas as janelas e manter móveis afastados das janelas.

- Colocar protetor nos cantos dos móveis pontiagudos.

- Quando passear com as crianças na rua, segure pelo pulso, para evitar que ela solte a mão e corra para o meio da rua.

  • 2 a 6 anos: Atropelamentos, afogamentos, quedas de lugares altos, queimaduras.

Como previnir:

- Todos os cuidados anteriores.

- Mostrar para a criança os riscos do ambiente: buracos, animais, vidros.

- Transportada no carro em cadeira especial, voltada para frente, no banco de trás até 4 anos (18Kg).

- Transportar em assento de elevação, booster, crianças até 7 anos e meio, menores de 1,45m e com peso inferior à 36Kg, com cinto de 3 pontas, no banco de trás.

- Evitar aproximação de animais desconhecidos.

- Colocar na aula de natação e mesmo se já souber nadar, nunca deixá-la sem supervisão na água.

  • 6 a 12 anos: Atropelamentos, queda de lugares altos, traumas dentários, ferimentos com armas de fogo.

Como previnir:

- Todos os cuidados anteriores.

- Não deixar brincar em lajes sem grades de proteção.

- Ao andar de bicicleta, patins, skate, usar capacete e não brincar em ruas movimentadas por carros.

- Não deixe soltar pipa em lugares com fios elétricos.

- Utilizar o assento de elevação até 7 anos e meio, altura de 1,45m e 36Kg quando andar de carro. A partir daí, já pode andar no banco de trás do carro sem o assento e somente a partir de 10 anos pode andar no banco da frente com cinto de segurança.

- Evite armas de fogo dentro de casa.

Para saber mais sobre como transportar seu filho no carro, leia o nosso texto: http://www.mirimpediatria.com.br/#!Passeando-com-segurança-Como-transportar-o-meu-filho-no-carro/vavn7/569f895f0cf2a32aff3ee80a

  • Adolescentes (12 a 18 anos):

Os adolescentes desejam provar que já são adultos e assim querem vencer todos os obstáculos impostos, sem pensar nos riscos. Predomina o raciocínio emocional, pouco racional.

Para eles a melhor estratégia é o diálogo. Alguns filmes são muito úteis por mostrar os acidentes e suas consequências, uma ótima opção de programa em família: Ironweed, Betty Fisher e outras histórias, 21 gramas, Gente como a gente.

Se precisar de pediatra em Belo Horizonte, estamos à disposição!

Fontes:

- Cadernos de atenção básica: Saúde da criança crescimento e desenvolvimento - Ministério da Saúde 2012

- Semiologia da criança e do adolescente - medbook 2010.


62 visualizações

Telefones de contato:

       Mirim Consultório Pediátrico

(031) 2510-2011

(031) 97111-1767

  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon