• Dra Tânia Antunes Carvalho

A dor do crescimento existe mesmo?


#1 - Muito se fala sobre dor do crescimento, mas afinal de contas, ela existe mesmo?

A resposta é sim, a dor do crescimento existe mesmo e não é manha, a criança realmente sente dor!!

#2 - A dor do crescimento é uma doença?

Não!!! Não é uma doença, pois não causa limitações significativas na vida da criança, não atrapalha o crescimento e se resolve espontaneamente. É uma condição benigna e auto-limitada! É fundamental que os pais compreendam que a criança não possui uma doença, e sim uma condição transitória, comum na infância, podendo se estender até a adolescência e que não compromete o desenvolvimento e as atividades diárias. As crianças não devem ser proibidas de realizar nenhuma atividade!

#3 - Como é essa dor?

Esse tipo de dor acomete principalmente as pernas, na região das panturrilhas, mas também pode acometer simultaneamente pernas e braços. Mais comum em crianças entre 2 e 12 anos, é uma dor severa, que ocorre no mínimo uma vez por mês por mais de 3 meses consecutivos. Geralmente se inicia no final da tarde ou durante a noite, acorda a criança e desaparece totalmente ao amanhecer. Não é acompanhada de outras sintomas, como inchaço, vermelhidão, dificuldade de andar, febre e não acomete as articulações.

#4 - O que causa?

Não se sabe o que causa a dor, alguns estudos sugerem que pode ser que a criança tenha uma tolerância menor à dor já que a dor óssea pode estar relacionada com dor de cabeça e dor abdominal recorrentes em até 1/3 dos casos.

#5 - Como fazer o diagnóstico?

O diagnóstico da maioria dos casos é feito apenas pela história e exame clínico durante a consulta com o pediatra. Apenas em quadros atípicos pode ser necessário realização de exame de sangue e raio X.

#6 - O que piora a dor?

Normalmente é pior nos dias de maior atividade física ou com estresse emocional aumentado

#7 - O que melhora a dor?

Massagens e compressas quentes no local aliviam muito a sensação dolorosa. Se essas medidas não forem suficientes pode ser necessário o uso de analgésicos.

Algumas doenças podem causar dor semelhante, então, se o seu filho apresenta algum tipo de dor em membros, procure o pediatra para avalia-lo e definir o diagnóstico e tratamento adequados!

Fontes:

Uptodate: Growing pains

SBOT: http://www.sbop.org.br/?dor-do-crescimento


44 visualizações

Telefones de contato:

       Mirim Consultório Pediátrico

(031) 2510-2011

(031) 97111-1767

  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon