• Dra Tânia Antunes Carvalho

Afinal de contas, devo ou não usar pasta de dente com flúor?


A polêmica em torno do uso da pasta de dente com flúor é grande, mas vamos explicar aqui o que você precisa saber.

A saúde bucal do seu filho deve ser avaliada em toda consulta pelo pediatra. Após o nascimento do primeiro dente e antes do primeiro ano de idade toda criança deve consultar com um odontologista pediátrico que irá definir a frequência das próximas consultas, conforme a necessidade individual.

Alguns fatores são prejudiciais à saúde dos dentinhos, entre eles, os principais:

  • Cuidadores com cáries ativas

  • Consumo frequente de doces e guloseimas

  • Uso de mamadeira antes de dormir

  • Exposição frequente à fumaça de cigarro

  • Exposição insuficiente ao flúor

  • Exposição passiva à fumaça de cigarro

Então, vamos limitar o consumo de doces nas nossas crianças, porque além de ser prejudicial aos dentes, aumenta a incidência de obesidade!

O uso de pasta de dente com flúor (com concentração em torno de 1100ppm) desde a primeira escovação reduz comprovadamente a incidência de cáries nos dentes. Mas ela deve ser usada apenas 2 vezes ao dia! Se a criança quiser escovar os dentes em outras ocasiões, deve escovar sem a pasta. Atenção, o excesso de flúor também é prejudicial e pode causar fluorose, que se apresenta em geral como manchas esbranquiçadas nos dentes. Fique esperto, nunca deixe seu filho brincar com o tubo de pasta de dente e comer toda a pasta!

Fluorose dentaria.

Fonte: Uptodate: Preventive dental care and counseling for infants and young children

Você deve colocar na escova a quantidade indicada para cada idade, pasta de dente não é brinquedo:

Pasta de dente para menores de 3 anos: 1 grão de arroz

Fonte: Uptodate: Preventive dental care and counseling for infants and young children

Pasta de dente para maiores de 3 anos: 1 grão de ervilha

Fonte: Uptodate: Preventive dental care and counseling for infants and young children

Os dentes devem ser escovados pelo cuidador, 2 vezes ao dia: após o café da manhã e antes de dormir. A escovação deve ser feita sob supervisão e com auxilio até cerca de 8 anos. Um marco importante para você saber se seu filho já pode ou não escovar os dentes sem ajuda é quando ele já consegue amarrar sozinho o próprio sapato. Isso mostra que ele já tem habilidade e destreza com a mão suficientes para garantir uma escovação eficaz. O fio dental, só é necessário quando o espaço entre os dentes for muito pequeno, impedindo a higiene adequada apenas com a escova.

Se o seu filho não gosta da escovação, uma boa tática para tentar mudar isso é mostrar para ele que os pais e cuidadores também escovam os dentes. Deixe seu filho te ver escovando os dentes, as crianças gostam de se parecer com os pais!

Não se esqueça de consultar o pediatra e o odontopediatra regularmente para avaliar a saúde bucal do seu filho.

Se precisar de pediatra em Belo Horizonte, entre em contato com a gente!

Cadastre seu e-mail para receber toda semana nossos textos informativos!!

Fontes:

  • Uptodate: Preventive dental care and counseling for infants and young children

  • Sociedade Brasileira de Pediatria: Orientações aos pais sobre a saúde bucal do bebê

  • Marinho VCC, Higgins JPT, Logan S, Sheiham A: Fluoride toothpastes for preventing dental caries in children and adolescents (Review)

#saúdebucal #escovardentes #flúor

234 visualizações

Telefones de contato:

       Mirim Consultório Pediátrico

(031) 2510-2011

(031) 97111-1767

  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon