• Dra. Tânia Carvalho

O que mudou no calendário de vacinação do seu filho?


Este ano o calendário vacinal básico do Ministério da Saúde mudou! Por meio da Nota Informativa n°149 de 2015 (http://www.cvpvacinas.com.br/pdf/nota_informativa_149.pdf) o Governo Federal esclarece as mudanças. Essas alterações são importantes tanta para nossas crianças quanto para nós, adultos.

O que mudou:

# 1 -VACINA DE POLIOMIELITE:

A Poliomielite, mais conhecida como Paralisia Infantil é uma doença causada por um vírus chamado poliovirus. No Brasil existem 2 tipos de vacina contra a poliomielite: a vacina oral (VOP), muito conhecida pelas campanhas do Zé Gotinha, e a vacina injetável (VIP).

Agora as crianças receberão as 3 primeiras doses com a vacina injetável, seguida de uma dose de reforço com a vacina oral entre 1 ano e 3 meses a 4 anos. Além disso, todas as crianças de idade entre 1 e 5 anos devem ser vacinadas anualmente com a vacina oral durante as campanhas de vacinação.

Essa estratégia faz parte do Plano Global de Erradicação da poliomielite.

# 2 - VACINA PNEUMO 10:

Agora as crianças vão receber apenas 3 doses da vacina, conforme orintação da Organização Mundial de Saúde. Estudos recentes mostraram eficácia semelhante com o uso de 3 ou 4 doses. Com essa mudança, as crianças deverão ser vacinadas aos 2 e 4 meses de vida, com 1 reforço com 1 ano de vida.

# 3 - VACINA DE HEPATITE A:

Antes era aplicada com 1 ano de idade, agora será aplicada aos 15 meses de idade. Essa mudança tem como objetivo reduzir o número de injeções recebidas pela criança em uma mesma visita.

# 4 -VACINA CONTRA HPV:

Antes as meninas de 9 a 13 anos recebiam 3 doses da vacina - a segunda 6 meses após a primeira e a terceira 5 anos após a segunda. Agora as meninas de 9 a 13 anos irão receber apenas 2 doses, sendo a segunda 6 meses após a primeira.

Estudos recentes mostraram eficácia semelhante no uso de 2 ou 3 doses.

Saiba mais sobre o HPV em nosso post anterior:

# 4 VACINA MENINGO C CONJUGADA:

Antes as crianças recebiam 2 doses da vacina - aos 3 e 5 meses de idade e um reforço aos 15 meses de idade. Agora elas continuarão recebendo as 3 doses, sendo que o reforço deverá ser administrado aos 12 meses.

Crianças com idade entre 1 e 4 anos não vacinadas, receberão dose única, até idade máxima de 4 anos.

# 5 VACINA DE HEPATITE B:

Não houve mudança para nossas crianças, mas para nós adultos sim! Agora todos os adultos não vacinados receberão gratuitamente a vacina contra hepatite B. Se você não está com a vacina em dia, corra até o Centro de Saúde mais próximo e atualize o seu cartão!

- Confira o Calendário Vacinal completo do Ministério da saúde para 2016 no link:

http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/leia-mais-o-ministerio/197-secretaria-svs/13600-calendario-nacional-de-vacinacao

Fontes:

Nota informativa n°149 de 2015/CGPNI/DEVIT/SVS/MS

Virology of human papillomavirus infections and the link to cancer - uptodate


34 visualizações

Telefones de contato:

       Mirim Consultório Pediátrico

(031) 2510-2011

(031) 97111-1767

  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon